Vadacom busca alternativas para aumentar acesso à Internet nas zonas rurais em Moçambique



De acordo com o comunicado da Vodacom a medida surge na sequência de o projecto desenhado em parceria com a Loon da Alphabet para levar o acesso à rede às populações até aqui não abrangidas se ter tornado inviável.

A Vodacom está à busca de potenciais parceiros com vista a expandir a sua rede e conectar algumas regiões do país não abrangidas. A iniciativa surge após a inviabilidade do projecto que a operadora estava a desenvolver com a Loon da Alphabet, relativo a soluções de internet com base em balões. O facto é que a Alphabet tomou a decisão de fechar a Loon, empresa determinante para o avanço do projecto do alargamento da rede da Vodacom em Moçambique.


Utilizando a solução da Loon, a Vodacom tinha como propósito expandir o acesso à rede móvel nas províncias de Cabo Delgado e Niassa, duas regiões que se revelaram difíceis de cobrir no passado, devido às áreas geográficas vastas e logisticamente desafiadoras, a par da baixa densidade populacional.


“A expansão da rede é parte dos mais importantes projectos da Vodacom para o presente ano financeiro. Lamentavelmente, não foi possível agora com a Loon, mas o nosso propósito continua e neste momento estamos a desenvolver acções para trazer novas experiências de comunicação para os nossos clientes em toda a extensão territorial”, anunciou Jerry Mobbs, Director-geral da Vodacom Moçambique, sobre as acções em curso para o alargamento da rede móvel no país.


A Vodacom conta actualmente com mais de 6 milhões de assinantes e possui a maior carteira de clientes no país. Neste momento, as várias tecnologias de rede cobrem até 62% da população moçambicana.

Recorde-se que, nos termos do acordo, a Loon ajudaria a Vodacom a conectar partes do país não abrangidas com uma rede de balões flutuantes que operam a 20 quilómetros acima da Terra, tudo isto no propósito da Vodacom de conectar pessoas, para um amanhã melhor.


A solução da Loon tinha em vista fornecer um serviço 4G que suporta Dados, Voz, SMS e USSD, o que permitiria também a prestação de serviços financeiros móveis nas zonas remotas.

A Loon é uma filial da Alphabet, a empresa-mãe da Google.

20 visualizações0 comentário