Uma Paz Envenenada


Por Sérgio Cossa


O Acordo de Paz a ser assinado hoje pelo presidente da República, Filipe Nyusi, e pelo líder da Renamo, Ossufo Momade, tanto pode ser motivo de festejo como de preocupação.

O acordo parece não levar em conta as pontas soltas que Ossufo Momad ainda tem por resolver na sua organização. Vemos-lhe sem tacto para resolver as suas diferenças com a dissidência lideradas por Mariano Nhongo. Prefere esconder- se na adjectivação: “são desertores..são indisciplinados”. Esquecendo-se que os dissidentes são em última análise um teste a sua própria liderança. São apenas o reflexo da sua estratégia para consolidar o poder, depois da sua eleição no último congresso. Tal como os dissidentes que preferiram debandar para o MDM, depois de um mal gerido conflito com algumas delegações políticas.

Ao chegar ao chegar aos palcos do acordo com pontas soltas, Ossufo Momade presta um grande favor a Filipe Nyusi que não poupa esforços para entrar nos anais da história como o “ obreiro da paz efectiva”. Nem que para isso, ele e os seus seguidores tenham que esquecer-se que Nyusi também começou um conflito armado ou hostililidades, e perseguiu Afonso Dlhakama como poucos já o tinham feito. Nyusi está simplesmente a devolver um paz que um dia combateu.

E promessa de que ambos irão combater os”inimigos da paz” é um declaração extremamente bélica quando se quer que o espírito de paz domine a atmosfera. É preciso encontrar espaço para Mariano Nhongo e seus fiéis nos acordos que se assinam. Ou numa adenda a estes. Porque de outro modo, a paz continuará a ser sempre um presente envenenado. Já outras vezes oferecida aos moçambicanos.

0 visualização

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI