Tropas do Ruanda na luta contra o terrorismo em Cabo Delgado


SADC diz que ainda não foi informada

O Ruanda tem planos de envio de tropas para ajudar Moçambique a lutar contra a insurgência que atormenta a província de Cabo Delgado, norte do país, escreve a agência Bloomberg. “Há planos de envio, mas os planos ainda não foram finalizados”, disse à Bloomberg o porta-voz das Forças de Defesa do Ruanda, Ronald Rwivanga, na semana passada. Contactados pela Bloomberg, Verónica Macamo, chefe da diplomacia moçambicana; e Omar Saranga, porta-voz das Forças Armadas de Moçambique, não responderam às mensagens pedindo comentários

A secretária executiva da SADC, Stergomena Tax, disse à Bloomberg, por telefone, que Moçambique ainda não informou ao bloco regional sobre o envio de tropas do Ruanda.

A SADC, que é a Comunidade de Desenvolvimento da África Austral, anunciou, semana passada, que fará uma intervenção militar na mesma região, onde as acções de insurgentes associados ao Estado Islâmico, provocaram a morte de, pelo menos, 2.000 pessoas, e a fuga de 800 mil.

A francesa Total Energies SE, também por conta da situação, interrompeu os trabalhos do seu projecto de gás natural, de 20 mil milhões de dólares, o maior de África. (VoA)

216 visualizações0 comentário