Total traz ex-militar para chefiar "unidade de segurança" da companhia em Cabo Delgado


Preocupada com o crescente número de acções terroristas na provincia de Cabo Delgado, a multinacional Total chamou um ex-oficial militar para se encarregar da segurança em seus locai, escreve o Africa Intelligence.

De acordo com a publicação especializada em assuntos africanos, o presidente e diretor executivo da Total, Patrick Pouyanné foi forçado a estabelecer uma unidade de comando civil para se encarregar de segurança no local da gigante.

A direção da unidade será feita pelo ex-oficial militar Frédéric Marbot, um graduado da Saint Cyr Military da França Academia. Marbot chegou a Moçambique em final de 2019. Ele já se encarregou de operações de segurança do grupo petrolífero em Port Harcourt, Nigéria e Cazaquistão. (Moz24h)

228 visualizações0 comentário