Terroristas sofreram muitas baixas em Macomia


Os terroristas que actuam em Cabo Delgado desde Outubro de 2017, têm sofrido muitas baixas em confrontos com as Forças de Defesa e Segurança (FDS) de Moçambique. 

Circularam mensagens e algumas nóticias de órgãos de Comunicação Social alegando que os insurgentes estavam a fazer de escudo à população de Macomia nas matas. Deu-se entender que os helicòpteros militares disparavam contra as populações que haviam se refugiado nas matas  fugindos dos ataques terrorristas naquele distrito.

Uma fonte do Moz24h, revelou que no acto da guerra, apareceu um helicóptero, nesse caso o primeiro, sobre voou nas matas e não atirou naquelas areas. De seguida apareceram mais dois helicópteros, um por baixo e o outro sobrevoava por cima do outro e estes fizeram o devido trabalho. Em momento algum as FDS atiraram na população civil. 

Como disse uma fonte oficial ao Moz24h, Os também chamados Al Shababaab trajam-se de fardas militar iguais as da FADM. Sempre que os terrorristas têm tido  baixas de sua parte, eles tiram as fardas e procuram se misturar com a populaçäo civil, o que tem sido dificil porque a população tem estado nas matas fugindo deles.

Neste ataque à Macomia não foi diferente. Os Al Shabaab, invadiram a cadeia distrital, e libertaram todos presos, onde 5 resolveram filiar-se ao grupo Jihadista. Eles perguntaram a estes presos onde estariam escondidas as Estruturas distritais, sem escolha assim eles o fizeram onde serviram de guia. Um destes 5 presos conseguiu escapar das mãos dos terrorristas e rapidamente alertou a  população e sua estrutura local. Desta modo, todos sairam daquele local para uma outra mata mais distante dali.

Este acto permitiu que 78 terrorristas fossem abatidos  e 60 gravemente feridos. Para não dar pistas da sua fraqueza, os jihadistas carregaram consigo os corpos, e colegas feridos ate ao hospital e fizeram a automedicação. "Eles acham que nossos militares irão tirar fotos, fazer videos a mostrar bandidos abatidos. Na verdade eles gostam de saber que os Moçambicanos acreditam que eles são melhores que a nossa força". Disse a fonte.

Nessa correria estes malfeitores deixaram escapar um corpo, viaturas, motorisadas e bicicletas roubadas em seus ataques. (Nazira Suleimane)

513 visualizações0 comentário

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI