Teófilo Nhangumele foi detido dois meses depois de constituir empresa para negócios “Soberanos”


Por Palmira Zunguze


Em plena aurora de “São Valetim”, a 14 de Fevereiro de 2019, as autoridades neutralizaram e tiraram Teófilo Nhangumele da circulação dos comuns e o foram atirar no lugar aonde a sociedade por regra coloca os seus dejctos: a cadeia. Sucede, que Nhangumele, tido como o “ponta de lança” da “consultoria” de um negócio que se quis soberano, constituiu Sarene Consultoria – Investimentos e Serviços, Sociedade Unipessoal, Limitada. Com o Capital social de 50 mil meticais, a empresa detida em 100% por Nhangumele tem como objecto social, entre outros “a) Consultoria financeira, jurídica e de recursos humanos; b) Elaboração de estudos de viabilidade económica financeira investimentos múltiplos em todos sectores; c) Elaboração e promoção de projectos de investimento dentro e fora do país registo e representação de entidades comerciais empresas;”.

Um dos 18 arguidos do processo que investiga as dívidas ocultas desde 2015, Teófilo Nhangumele é dos poucos arguidos que à data dos factos não tinha nenhuma ligação profissional com o Estado e é descrito como sendo uma peça chave no processo das dívidas ilegais, por ter sido a pessoa que apresentou o projecto da vigilância costeira ao governo de Armando Guebuza em 2011. Nhangumele encaixou 8.5 milhóes de doláres da planilha de subornos da Privinvest .

O sistema de monitoramento da costa seria desenvolvido pela ProIndicus, empresa que recebeu 622 milhões de dólares dos empréstimos ilegais. Teófilo Nhangumele também é citado como sendo uma das pessoas que negociaram a primeira tranche de pagamento de subornos e propinas que a Privinvest teria que fazer a favor de funcionários do Governo para que o projecto ProIndicus fosse aprovado. A Sarene foi constituida a 23 de Novembro de 2018 e publicitada no Boletim da República BR nº 238, III Série de 6 de Dezembro de 2018 .

592 visualizações

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI