Sob caução: finalmente libertados os 18 "presos politicos" da ND


Os 18 membros do partido Nova Democracia (ND), oposição, detidos durante 46 dias, conseguiram reunir os 720 mil meticais exigidos como caução por um tribunal para serem libertados.

Os 18 militantes da ND, tinham sido detidos no dia das eleições gerais de 15 de Outubro. O presidente do partido, Salomão Muchanga, disse ao Moz24h que os militantes gozam de liberdade provisória depois de ter sido paga a caução de 720 mil meticais, cerca de 12 mil dolares americanos. O dinheiro foi reunido graças a uma campanha de angariação de fundos, já que nem o partido, nem as famílias tinham a quantia - inacessível para a generalidade dos moçambicanos.

Em defesa dos Direitos Humanos, o Centro para Democracia e Desenvolvimento (CDD) e a The Southern African Human Rights Defenders Network (SAHRDN) efetuaram o pagamento de 12,000 USD de caução, para a libertação dos 18 jovens ilegalmente detidos em Chókwè, Gaza, quando monitoravam a votação e apuramento eleitoral.

O CDD e a SAHRDN foram as primeiras organizações da sociedade civil nacional e regional a efectuarem uma visita aos detidos, passados 40 dias deste que foram recolhidos às celas, no dia da votação para as eleições gerais, no distrito de Chockwe.

O Nova Democracia, sem assento parlamentar, é um partido composto maioritariamente por jovens e que concorreu, pela primeira vez, este ano, às eleições legislativas (Redação)

37 visualizações

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI