Situação de segurança em Cabo Delgado leva a suspensão do campeonato local


A Associação Provincial de Futebol de Cabo Delgado (APFCD) suspendeu os jogos do Campeonato da Segunda Divisão ao nível daquela província nortenha do país, devido à situação de segurança que se vive naquela região assolada pelos ataques terroristas que ocorrem desde 2017 a esta parte.

Num comunicado divulgado este domingo, 12 de Junho, o Director de Comunicação da APFCD, faz saber que “realmente não se demonstram haver condições de bem-estar, no cruzamento rodoviário do Distrito de Metoro, embora haja que se avaliar o nível de segurança”.

Sem avançar datas da retoma da prova, a APFCD faz saber que “privilegiaremos a realização de jogos localmente em cada Distrito (Campeonato e Taça de Moçambique), com excepção de Chiúre (situação ainda mais complexa dada a geolocalização do Distrito)”.

Após terem sido perseguidos e dispersos pelas forças militares do Ruanda operando no norte de Pemba, particularmente na região central do gás do Rovuma, em Afungi, distrito de Palma, os terroristas do ISIS separaram-se em pequenos grupos de guerrilha e fazem terror cada vez mais próximos da cidade de Pemba.

Segundo escreve a Carta de Moçambique, “depois de atacarem Nanduli (Ancuabe) no domingo passado, 5 de junho, uma aldeia localizada a 106 km de Pemba, no sábado, eles reduziram essa distância para metade, numa incursão à aldeia de Ntutupue, ainda no distrito de Ancuabe. Pelo menos quatro (4) pessoas foram mortas por decapitação, sendo duas nas machambas da aldeia Ntutupue e duas na região de Msufini, um povoado anexo a uma pequena aldeia chamada “Miguel””.

A presença de insurgentes em Ancuabe, centro de extração de grafite em Moçambique, levou a Syrah Resources e a Triton, duas empresas australianas, a suspender todas as deslocações para suas áreas de mineração em Ancuabe. (LANCEMZ

86 visualizações0 comentário