Quelimane com dificuldades de prevenir a Covid-19 nos transportes públicos


O município de Quelimane, no centro de Moçambique, enfrenta desafios, em particular na área de transportes, para evitar a propagacao da Covid-19, disse à VOA o seu presidente, Manuel de Araújo.

“A oferta de transportes é bastante exígua. A procura ultrapassa os meios existentes”, reconhece Araújo.

Segundo o edil, “isso anula o esforço de prevenção feito noutras áreas”, como a educação sobre o distanciamento social nos mercados e outros locais de concentração.

Nesta principal cidade da Zambézia, a segunda província mais populosa de Moçambique, com pouco mais de cinco milhões de habitantes, muita gente recorre aos “chapa 100”, carrinhas de 16 lugares, que circulam superlotadas.

No país, a crise de transportes públicos é generalizada.

Por outro lado, Araújo lamenta o facto de o municipio não ter até agora recebido apoio do Governo de Maputo para fazer face à Covid-19. “Esperávamos alguma assistência para implementar as decisões dos vários decretos. É um ponto de interrogação”.

Dos 17.788 casos activos de Covid-19 no país, 287 são da Zambézia. (VoA)

36 visualizações0 comentário

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI