Processo de DDR poderá reiniciar a qualquer momento



‘‘Ė prematuro ainda falar de datas, estamos a trabalhar no documento final. Ė a partir desse documento que vamos ter datas”. Disse o Presidente da RENAMO falando a LUSA

Em entrevista àquela agência de informação, Ossufo Momade explicou que, dos cinco mil homens que a RENAMO tem, parte deles será desarmada e reintegrada na sociedade e outros irão para os vários ramos das Forças de Defesa e Segurança. Questionado sobre os moldes de reintegração, Momade disse não ter detalhes porque segundo ele, existe uma comissão que está a trabalhar no processo, só depois é que poderá saber-se os moldes de reintegração. Ossufo Momade não revelou o número de armas que os cinco mil guerrilheiros vão entregar mas assegurou que todas as armas serão entregues no âmbito do acordo assinado com o Presidente Filipe Nyusi. “Não se pode pensar que cada guerrilheiro possui uma arma, não, trata-se de uma guerrilha, em todo o mundo a guerrilha partilha armas” realçou Momade para depois acrescentar que “O guerrilheiro não vai trazer uma arma nova ou moderna que nunca existiu em Moçambique”. O guerrilheiro teve armas através dos ataques que fazia aos quartéis das FDS assaltando o armamento. São essas que vamos poder entregar, não são armas de um paiol militar” frisou. Na mesma entrevista, Ossufo Momade esclarece que neste momento os guerrilheiros estão nas suas bases e terão de sair para os locais de acantonamento previamente localizados onde serão registados. “Já estão localizados os possíveis sítios de acantonamento. Ė de lá que serão conduzidos os que vão para a desmobilização e os que vão ser enquadrados. Esta é a primeira fase. Não vai acontecer tudo no mesmo dia”, frisou Momade. Os guerrilheiros a serem

desmobilizados vão se beneficiar de um pacote de apoio para sua reintegração na sociedade. O processo, segundo o líder da RENAMO, vai decorrer em fases distintas por cada base militar seguindo a agenda. O primeiro grupo a entregar as armas será o que se encontra na base de Savane, em Dondo na província de Sofala. Nesta base, o processo de recolha de dados está muito avançado, tendo os guerrilheiros sido atribuídos números de contas bancarias e número único de identificação tributaria ( NUIT) para que possam receber os respectivos benefícios. No que concerne ao grupo que tem vindo a protagonizar ataques em Sofala e Manica, o Presidente da RENAMO voltou a reafirmar que desconhece o grupo, classificando-os de desertores que não tem nenhuma ligação com a direcção da RENAMO (A Perdiz)

77 visualizações

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI