• estaciosvaloi

Presidente Nyusi diz que violência ameaça esforços para o desenvolvimento


O Presidente da Republica , Filipe Nyusi, disse ontem que os ataques armados em Cabo Delgado (norte de Moçambique) são uma ameaça aos esforços envidados pelo seu executivo para o desenvolvimento do país.

Distritos mais a norte da província de Cabo Delgado são há três anos alvo de ataques protagonizados por grupos classificados como uma ameaça terrorista, o que provocou uma crise humanitária com mais de 700 deslocados, segundo as Nações Unidas, e cerca de 2.500 mortes, de acordo com contas feitas pela Lusa.

A violência ganhou uma nova escalada no mês passado, quando grupos armados atacaram pela primeira vez a vila de Palma, que está a cerca de seis quilómetros dos multimilionários projetos de gás natural. Os ataques provocaram dezenas de mortos e obrigaram à fuga de milhares de residentes de Palma com destino aos Nangade, Mueda, Montepuez e, sobretudo, Pemba (a capital provincial).

Além da violência armada em Cabo Delgado, durante a mesa-redonda da Commonwealth Filipe Nyusi abordou os esforços do seu Governo face à covid-19, pedindo ao organismo o reforço do apoio aos países membros com menos recursos. "A Commonwealth pode fazer a diferença, agindo como um todo, na mobilização de mais recursos para aquisição de vacinas contra a covid-19 [para os países membros com menos meios]", declarou Filipe Nyusi. (NM)

72 visualizações0 comentário