PGR formaliza acusação de terrorismo contra os 12 iranianos detidos em 2019


O grupo de 12 iranianos detidos em dezembro de 2019 a bordo de uma embarcação com armas ao largo da baía de Pemba, na província moçambicana de Cabo Delgado, foi formalmente acusado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) de apoiar os grupos insurgentes que têm atacado a região desde outubro de 2017.

A informaçao foi avançada pela Rádio Moçambique que, citando fonte da PGR, acrescentou que os acusados vão ficar em prisão preventiva.

Eles vão responder pelos crimes de terrorismo, associação para delinquir, porte de armas proibidas e crime de organização contra o Estado, ordem e tranquilidade públicas.

Ainda segundo a PGR, os iranianos pertencem a uma organização terrorista que pretendia fornecer armas aos chamados al-shabab.


Iranianos e paquistaneses e as duas toneladas de “pó” no largo da baia


A 14 de Dezembro, a marinha de guerra interceptou uma embarcação com os 12 Iranianos abordo que transportavam mais de uma tonelada de droga. Apercebendo-se que as autoridades estavam no seu encalce, optaram por incendiar o barco para, de seguida, se atirarem ao mar.

Era a desesperada e derradeira de apagaram os vestigios. Resgatados das aguás foram recolhidos e encarcerados em celas na cidade de Pemba.

Quando se ainda se degeriam os iranianos, nove dias depois uma outra embarcação com treze cidadãos paquistanes transportando 431,8 Quilogramas de Heroina e Ice foi apreendido pelas retromencionadas Forças de Defesa e Segurança. (Moz24h)

86 visualizações

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI