Petrolífera Eni vai iniciar produção e exportação de gás até 1º semestre de 2022


A petrolífera italiana Eni garante que vai iniciar a produção e exportação de gás liquefeito até ao final do primeiro semestre de 2022.

O facto foi reiterado, esta sexta-feira em Maputo, numa audiência que o Presidente da República, Filipe Nyusi, concedeu ao administrador delegado da Eni em Moçambique. O ministro dos Recursos Minerais e Energia, Max Tonela, explicou a jornalistas que espera-se que as obras de construção da plataforma sejam concluídas, este ano, tal como o previsto. “Semana passada foram concluídos os trabalhos na área marítima, portanto, preparação dos furos que vão alimentar a plataforma e espera-se que a conclusão das obras de construção da plataforma seja realizada ainda este ano, conforme o cronograma, o que dá uma perspectiva positiva de que em 2022 passará a produzir e a exportar LNG a partir do primeiro semestre. Foi também abordada a participação da Eni em outros projectos do além gás “, disse. Na mesma audiência a petrolífera italiana Eni anunciou que vai implementar em Moçambique um projecto para a produção de biocombustíveis e garantir a transição energética no país. O Ministro dos Recursos Minerais e Energia disse que neste momento estão em curso estudos de viabilidade do projecto. “ Pretende-se encontrar terras marginais que não sejam propícias para a prática da agricultura para o plantio de plantas que produzem óleo e portanto, que sejam depois transformadas localmente para a produção de biocombustíveis. O entendimento que houve é que a Eni vai preparar os estudos, há uma equipa que será designada do lado moçambicano e é nesse quadro que depois vão se discutir os aspectos de operacionalização. Está em curso já, e numa fase muito avançada, o trabalho no quadro de conservação e redução da desmatação e da degradação florestal, com vista a criar créditos de carbono para o país” disse. Entretanto, o administrador da Eni, Cláudio de cause explicou que o projecto não colocará em risco a actividade agrícola para a produção alimentar. (RM)

35 visualizações0 comentário