O triunfo do lambebotismo!


“Num país de miseráveis não é supresa a barriga vir à frente da moral e da ética”, de um autor desconhecido.


O que aconteceu ontem na Assembleia da República (AR) foi o escangalhamento desavergonhado- por parte do partido Frelimo- do princípio da ética e moral. A moral sangra em plena praça pública e quem lhe espetou a adaga foi a Frelimo: forçou, dado o facto de ser a maioria parlamentar, para que a AR aprovasse, em definitivo, os Membros da Comissão Central da Ética Pública, em que consta o nome de Gustavo Mavie (provavelmente o lambe-botas número um deste País).

O problema da Frelimo não é só premiar os que lhe lambem as botas, o facto é que Gustavo Mavie está longe de ser uma pessoa íntegra e de reconhecido mérito, como a Frelimo pretende fazer crer. Gustavo Mavie lesou, sobremaneira a AIM nos tempos que a chefiou por mais de uma década. Podemos, se necessário, recuperar as reportagens do tempo em que despoletou a polémica só para vos elucidarmos. E os que o denunciaram foram os próprios trabalhadores da AIM. Com dados e comprovativos!

O problema é que a Frelimo valorioza todos os ladrões que lesam este País, desde que vistam as suas cores. Foi assim com Diodino Cambaza ou Maria Isaltina Lucas, só para citar exemplos frescos. E Gustavo Mavie só veio a engrossar a lista. Se efectivamente ele fosse íntegro e blá, blá, blá, devia ter sido o primeiro a jogar a toalha ao chão, depois de tanta constetação-e polémica de permeio- que a sua escolha representou. Mas foi até ao fim. E a sua aprovação definitiva teve que sair por cesariana.

Se até a Setina Titosse dá palestras, depois de ter sido condenada a 18 anos de prisão maior por ter roubado o Estado…

E a Frelimo, talvez se tenha esquecido disto: os recorrentes ataques contra a figura de Gustavo Mavie configuram, ao fim do dia, ataques ao próprio partido. É pena que estamos numa selva. Num País sério, as coisas seriam diferentes. Aliás, pode até demorar, mas um dia construiremos esse tal País sério.

É mais um outro G40 que cai nas graças do partidão, que está literalmente a admitir que tem grupos de choque que diabolizam quem pensa diferente. O nosso dinheiro para alimentar os Mavies desta vida!


(Por Justiça Nacional, siga-nos no Facebook)

85 visualizações

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI