MRM junta-se às comunidades na luta contra malária em Montepuez


A Montepuez Ruby Mining (MRM) quer reduzir para zero os casos de malária entre os seus funcionários e também na comunidade de Namanhumbir. Por isso mesmo, está comprometida no fortalecimento dos cuidados primários de saúde para seus funcionários e comunidades locais.

É que, neste momento, Moçambique está entre os dez países mais afectados pela malária. Esta doença é um dos maiores problemas de saúde pública do país, uma das principais causas de morte em crianças e o principal factor de hospitalização. As vítimas da malária tendem a ser crianças menores de cinco anos e mulheres grávidas.

A luta consiste no envolvimento de todos na causa. Por exemplo, os funcionários da MRM estão envolvidos em campanhas proactivas de consciencialização, distribuição de redes mosquiteiras e repelentes de insectos, garantindo medidas de protecção e aumentando a disponibilidade de testes rápidos para a identificação da doença.

Além dessas actividades, a mineradora forneceu duas clínicas móveis ao Governo de Moçambique, como parte de um projecto de desenvolvimento comunitário. Graças a elas, grandes avanços foram feitos no combate à malária, em dez aldeias do Posto Administrativo de Namanhumbir.

Segundo Bernardete Pereira, Oficial de Ligação Comunitária, “Em 2018 e 2019, houve 9.407 casos de malária nas nossas comunidades. Sempre que as autoridades de saúde identificam casos positivos, os pacientes têm acesso gratuito a cuidados de saúde e medicamentos. Também tomámos a iniciativa de fornecer redes mosquiteiras, que as nossas clínicas móveis de saúde distribuem, como forma de mitigação.”

Estas actividades têm vindo a surtir os efeitos desejados dentro da empresa e na comunidade. Prova disso é que, segundo Piter Franque, Director de Saúde da MRM, “em 2019 houve uma redução de 20% nas mortes por malária, em comparação com 2018”, entretanto, apesar dessa redução, o lema ambicioso da MRM, quando se trata dessa questão, é “Zero Malária”.

O combate à malária é um esforço conjunto que levou a acções preventivas, como o uso correcto de redes mosquiteiras tratadas com insecticida e eliminação de água estagnada, que é um vector importante para a proliferação de mosquitos. Prova de que o trabalho é feito em conjunto pelas comunidades e MRM. (Moz24h)

A Montepuez Ruby Mining, através do Chefe de Saúde, Segurança e Meio Ambiente, Amarildo Teixeira, assegura que a empresa “continuará a promover medidas para combater a malária, a fim de ajudar a tornar Namanhumbir um lugar melhor e mais seguro para as gerações futuras. Menos malária significa funcionários e comunidades mais saudáveis ​​e melhores condições de vida para todos”.

47 visualizações

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI