Moçambique e União Europeia (UE) celebram "sucesso" da parceria


Moçambique e União Europeia (UE) celebraram ontem o "sucesso" da parceria entre as duas partes, disse a ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação moçambicana, Verónica Macamo, em Maputo, ao lado do chefe da diplomacia europeia, Josep Borrell.

"Foi realçado o sucesso da nossa parceria que resulta de um diálogo regular, abrangente e equilibrado", referiu a governante, no final de um encontro entre o alto representante da União para os Negócios Estrangeiros e Política de Segurança europeia e o Presidente moçambicano, Filipe Nyusi.

"As relações são excelentes" e a relação "robusta e duradoura", disse, em jeito de balanço.

O encontro marcou o início da visita de dois dias de Borrell a Moçambique.

Como maior recetor per capita da ajuda europeia em África, Moçambique tem vários dossiês abertos com Bruxelas, que foram revistos, com destaque para Cabo Delgado.

Borrell anunciou hoje um apoio adicional de 15 milhões de euros para a missão militar africana em Cabo Delgado, palco de conflitos armados há cinco anos, e disse que espera vir a apoiar também o contingente do Ruanda.

Segundo Verónica Macamo, foram analisados "os últimos desenvolvimentos" acerca do conflito e Borrell lamentou as seis mortes provocadas desde sábado na mais recente vaga de ataques armados no norte do país, entre as quais, a morte de uma missionária italiana.

Na ocasião, acrescentou que a solução para a paz não é apenas militar, mas deve assentar também na promoção do desenvolvimento e bem-estar da população, áreas que a UE também apoia.

A UE está a treinar militares moçambicanos para combater em Cabo Delgado e, na sexta-feira, Borrell vai testemunhar a entrega de equipamento a essas forças já formadas para avançar para o norte do país.(Noticias ao Minuto)

57 visualizações0 comentário