Moçambique e Tanzânia assinaram acordo


Moçambique e Tanzânia assinaram um acordo para troca de informações sobre as incursões de grupos armados na província moçambicana de Cabo Delgado, anunciou hoje fonte oficial.


"O acordo prevê que nós trabalhemos em conjunto no sentido de controlarmos a fronteira do Rovuma, trabalhando com as populações para que elas denunciem a possível movimentação dos terroristas", disse o comandante-geral da Polícia da República de Moçambique (PRM), Bernardino Rafael, momentos após a assinatura do documento na Tanzânia, citado hoje pelo canal privado STV.


Segundo Bernardino Rafael, além da troca de informações com a Tanzânia, que faz fronteira com a província de Cabo Delgado, o acordo prevê também a extradição de moçambicanos detidos por indícios de ligações com os grupos terroristas naquele país.


"Queremos agradecer a disponibilidade de colaboração da Tanzânia para travarmos esta situação", declarou Bernardino Rafael.


Em julho, o chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi, e o seu homólogo da Tanzânia, John Magufuli, já tinham anunciado a intenção de cooperar para travar as incursões de grupos armados na província de Cabo Delgado.


Cabo Delgado, uma das duas províncias moçambicanas que fazem fronteira com a Tanzânia, está sob ataque desde outubro de 2017 por insurgentes, classificados desde o início do ano pelas autoridades moçambicanas e internacionais como ameaça terrorista.


A violência armada em Cabo Delgado está a provocar uma crise humanitária com cerca de duas mil mortes e 500 mil pessoas deslocadas, sem habitação, nem alimentos, concentrando-se sobretudo na capital provincial, Pemba. (Lusa)

116 visualizações0 comentário