Campanha Eleitoral: Partidos Políticos ameaçam jornalistas


O período de campanha eleitoral costuma trazer ao de cima algum tipo de conflito entre os jornalistas e os partidos políticos. Normalmente, estes últimos gostariam de poder decidir como os jornalistas cobrem as suas campanhas.

Na província de Nampula, segundo o Instituto de Comunicação Social da África Austral, capítulo de Moçambique, MISA-Moçambique, na cidade de Nampula um jornalista da Rádio Encontro foi impedido de cobrir a campanha eleitoral do partido Frelimo no Mercado da Antiga Gorongosa.

Ainda na mesma cidade, o MISA-Moçambique, refere que dois repórteres do Grupo Soico, “ foram ameaçados e impedidos de captar imagens da actividade de campanha eleitoral da Renamo no Posto de Controlo de Muahivire-Expansão”. A Renamo justificou a sua posição pelo facto, “ dos repórters da STV captarem imagens que não eram exibidas ao público”.

O MiSA- Moçambique lembra aos partidos políticos que “ o jornalista, durante o exercício das suas funções, tem livre acesso e permanência em lugares onde se torne necessário o exercício da profissão”.

Mas o MISA-Moçambique também apela aos jornalistas “ a pautarem pela imparcialidade, isenção e respeito pelos princípios éticos Código de Conduta de Cobertura Eleitoral”. (Redacção)

0 visualização

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI