Ministro da Defesa diz que serão expostos os moçambicanos que montam videos para denegrir o exército


O Ministro da Defesa Nacional, Jaime Bessa Neto, afirmou ontem que "há cidadãos nacionais" envolvidos na montagem e deseminação de videos e fotografias de alegados elementos com a farda do exercito e que estes serão expostos em breve. Neto fez estas declarações ontem no final da cerimónia de lançamento da semana comemorativa do 56° aniversário do desencadeamento da luta de libertação nacional e dia das Forças Armadas de Defesa de Moçambique.

"Estamos a investigar, vamos encontrar qual é a fonte. Alguns moçambicanos tiram ou fazem estas imagens, montagens e entregam lá fora e nós sabemos quem são, vamos expô-los um dia, vamos pegá-los, porque estão a agredir a nação moçambicana".

Contudo Jaime Neto,  não revelou detalhes, mas garantiu que já foram identificados os cidadãos, que colaboram com grupos terroristas na captação e tratamento de imagens para a sua divulgação posterior, sendo o último, o caso o vídeo de uma mulher nua, violentada e executada com vários tiros, por elementos trajados com o uniforme das Forças de Defesa e Segurança, em Mocimboa da Praia, na província nortenha de Cabo Delgado.

De referir que há dias a Amnistia Internacional denunciou abusos dos Direitos Humanos que estariam a ser perpetrados pelo exercito moçambicano e exigiu uma investigação aos mesmos. (Moz24h)

127 visualizações0 comentário