Migração nega vistos a 28 estrangeiros no aeroporto de Tete


O Serviço Nacional de Migração (Senami) moçambicano negou vistos a 28 estrangeiros que ficaram retidos em Tete, capital provincial do interior centro de Moçambique, devido a irregularidades na entrada. Em causa estão "falsas declarações para a obtenção de vistos" no aeroporto de Tete, disse Amélia Direito, porta-voz do Senami naquela cidade.

Do grupo fazem parte 20 cidadãos norte-americanos, seis ucranianos e dois russos, incluindo quatro menores.

Um grupo de 14 chegou a receber vistos de turismo à chegada, mas o Senami constatou posteriormente que o hotel que indicaram como local de estadia não funciona e que o grupo realizava "atividades religiosas" no distrito de Cateme, referiu a porta-voz.

Um dos membros do grupo indicou que esse era o procedimento seguido em anos anteriores, noutras visitas com o propósito de apoiar comunidades locais daquela província.

De acordo com o Senami, as 28 pessoas estão alojadas em Tete enquanto aguardam viagem de retorno aos locais de origem, que devem realizar-se a partir de segunda-feira. (NM)

116 visualizações0 comentário