Mais de 200 mil pessoas poderão ser abrangidas pela 2ª fase da vacinação contra a covid-19


Mais de duzentas mil e dezasseis pessoas poderão ser abrangidas pela segunda fase da vacinação contra a covid-19 que arranca na próxima segunda-feira, no país.

Segundo a directora nacional-adjunta da Saúde Pública, Benigna Matsinhe, o processo vai envolver mais dois mil e seiscentos e quarenta e três técnicos, subdivididos em trezentas e treze equipas. Falando hoje em Maputo, Benigna Matsinhe explicou que as pessoas com doença febril, mulheres grávidas e lactentes, não devem ser vacinadas. “Vamos vacinar doentes com insuficiência renal crónica, doentes em hemodiálise ou na lista de espera para a hemodiálise. Vamos vacinar doentes com insuficiência respiratória crónica, doentes com insuficiência cardíaca crónica. Também vamos vacinar população residente em centros de acomodação, reclusos e funcionários prisionais, polícias com idade superior a 50 anos e professores do ensino primário com idade superior a 50 anos. Para além disso, priorizamos em função das faixas etárias para permitir que em função da quantidade de vacinas disponíveis, possamos vacinar também o número de pessoas mais acertadas possíveis com as quantidades que vão chegar “, disse. Benigna Matsinhe referiu igualmente que os jornalistas não serão vacinados nesta fase, devido a insuficiência das doses. (RM)

26 visualizações0 comentário