Lider da Renamo diz ser Ilegal a presença de tropas ruandesas em Moçambique


A presença de forças militares estrangeiras em território moçambicano continua a dividir opiniões.

O presidente da Renamo, Ossufo Momade, reagiu à chegada ao país de um contingente militar do ruanda, que vem ajudar Moçambique a combater o terrorismo na província de Cabo Delgado.

Segundo Momade, a presença de tropas ruandeses tem um carácter ilegal, na medida em que a Assembleia da Republica não teve conhecimento da vinda delas e que os próprios países que fazem parte da SADC foram apanhados de surpresa.

O líder da Renamo realçou que o que estava previsto era a SADC vir com a sua força, a partir do dia 15 de Julho. "Mas ficamos surpreendidos que, primeiro chegou a força ruandesa o que preocupa aos moçambicanos", disse Ossufo Momade.

Momade explicou que perante tais circunstâncias o que deve ser feito é submeter a questão a um debate parlamentar .

O chefe do principal partido da oposição moçambicana, considerou que de forma a respeitar a Constituição da República, o Presidente Filipe Nyusi deve expôr o assunto a assembleia nacional. (RFI)

35 visualizações0 comentário