Legalizada prisão dos policias do "esquadrão da morte" que assasinaram o activista



Por Palmira Zunguze


O Tribunal Judicial da Província de Gaza (TJPG) legalizou ontem a detenção de Edson silica e Euclidio Mapulasse dois agentes da Unidade de Intervenção Rápida envolvidos no assassinato do activista Anastácio Matavel em Xai-Xai.

Os dois policiais faziam parte de um grupo de cinco indivíduos (quatro policiais e um civil), dois dos quais morreram em um acidente de carro enquanto tentavam escapar após atirarem e matarem Anastácio Matavel, com dez tiros

Um quinto suspeito continua em fuga mas as autoridades já emitiram um mandado de prisão, segundo fontes citadas ontem pela Agência de Informação Moçambicana, AIM.

Anastácio Matavel era diretor executivo do Fórum de Organizações Não Governamentais de Gaza (FONGA), foi morto a tiros por um "esquadrão da morte" no dia 9 de setembro enquanto dirigia seu carro em Xai-Xai, capital da província de Gaza.

No dia seguinte ao assassinato, o Comandante Geral da Polícia de Moçambique suspendeu o comandante da subunidade de Intervenção Rápida de Gaza e o comandante do Grupo de Operações Especiais em Gaza, ao qual os suspeitos pertenciam, e montou uma comissão de inquérito.

O inquérito esta sendo conduzido pelo vice-chefe da polícia de fronteira, Julio Bonicela; superintendente principal Duarte Augusto; e Mubango Luis Pita, superintendente adjunto da divisão jurídica da polícia.

“Face ao homicídio qualificado perpetrado por 5 indivíduos, sendo 4 agentes da Polícia da República de Moçambique, afectos a subunidade de Intervenção Rápida-Gaza, em serviço no Grupo Operativo Especial e um civil, todos devidamente identificados nos autos (…) o Comandante Geral da Polícia, Bernardino Rafael, ordenou a suspensão do comandante da Unidade de Intervenção Rápida de Gaza e Comandante do Grupo de Operações Especiais de Gaza e criou uma comissão de inquérito que tem o prazo de 15 dias para apresentar um relatório pormenorizado sobre o facto”, lê-se no comunicado do comando geral da PRM.

Anastácio Matavele, era uma voz activa e vibrante da sociedade civil em Gaza, e liderava a missão de observação de eleições da Sala de Paz.

206 visualizações

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI