Leões Indomáveis recebem hoje os Mambas


A Selecção moçambicana de futebol defronta nesta quinta-feira os Camarões num jogo a contar para a terceira jornada da fase de grupos de apuramento para o Campeonato Africano das Nações que vai decorrer em Janeiro-Fevereiro de 2022 em território camaronês.

O primeiro lugar do Grupo F de apuramento para o CAN de 2022 vai estar em disputa em território camaronês.

Moçambique e Camarões lideram o agrupamento com quatro pontos em dois jogos, sendo que os Mambas lideram com uma melhor diferença de golos: +2 contra +1.

Para Luís Gonçalves, seleccionador português dos Mambas, em entrevista à RFI, este encontro não será fácil frente a uma selecção que já tem o apuramento adquirido.

«Neste primeiro jogo de Moçambique contra Camarões, acima de tudo podem esperar da minha equipa uma atitude muito forte, algum atrevimento, e muita responsabilidade a nível de cumprimento com as indicações tácticas e a estratégia definida, porque é muito importante nós fazermos um bom jogo e somarmos pontos. Apesar de defontarmos uma equipa com um grande historial e grande poderio, nós quando o jogo começa, são 11 contra 11. Respeitando todos os adversários, sabemos que temos os nossos argumentos e quando jogamos, jogamos sempre para ganhar», afirmou Luís Gonçalves.


O técnico luso admitiu ainda que defrontar uma equipa já apurada não é fácil: «Eu acredito que seja mais difícil defrontar os Camarões com eles apurados porque naturalmente para os Camarões claro que encaram todos os jogos com seriedade e profissionalismo, mas não há aquele receio de perder porque perdendo, não deixam de estar apurados. Portanto acaba por, na minha opinião, ser um pouco mais difícil defrontar uma equipa que já está apurada. O que eu não entendo é nestes jogos, os pontos contarem para a qualificação. Nós temos que jogar e estando apurados ou não, Camarões é sempre uma equipa difícil de defrontar, nós estamos cientes disso», concluiu.

Recorde-se que nas duas primeira jornadas, os Mambas derrotaram o Ruanda por 2-0, e empataram na deslocação a Cabo Verde a duas bolas. Telinho tem sido o melhor marcador com dois tentos apontados, um em casa jogo, seguido por Mexer e Witi os dois outros marcadores da Selecção.

De referir que no historial entre as duas Nações, os Camarões venceram três jogos, um em 1983 e dois em 1999, isto enquanto Moçambique apenas derrotou os camaroneses a 8 de Abril de 1983, em casa, por 3-0.

Este encontro será algo particular visto que os Camarões não têm nenhuma obrigação em vencer uma vez que já estão apurados para o Campeonato Africano das Nações que foi adiado de 2021 para 2022 devido à pandemia de Covid-19.

As duas outras nações deste grupo, Cabo Verde e Ruanda, defrontam-se em território cabo-verdiano também nesta quinta-feira 12 de Novembro. (RFI)

29 visualizações

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI