Julgamento das "Dividas Ocultas" retoma esta segunda-feira


O Julgamento do caso Dívidas não declaradas retoma, esta segunda-feira, na Cadeia de Máxima segurança, vulgo B.O, na Matola, província de Maputo.

O reatamento acontece após cerca de um mês de interrupção, na sequência da descoberta de alguns casos positivos da covid-19. É uma interrupção que serviu para a consulta processual, tendo em conta a proximidade das alegações finais no processo do julgamento. Na retoma do processo, está agendada para esta segunda-feira o interrogatório pela segunda-vez do réu Zulficar Ahmad, a seu pedido. No mesmo dia será também ouvido, pela segunda vez, o declarante Imiran Ahmad e por fim o declarante Osman Mahomed. De acordo com o calendário publicado pela VI Secção do Tribunal Judicial da cidade de Maputo, e em poder da Rádio Moçambique, para o dia 18 de Janeiro, isto é, terça-feira, estão reservadas as audições aos declarantes Hafiz Muhammad Tarik e Alexandre Chivale. As audições dos declarantes vão prosseguir até ao dia 17 de Fevereiro, dia em que a Sexta secção do Tribunal Judicial da cidade de Maputo, tem agendada a audição ao antigo Presidente da República Armando Guebuza. A expectativa do Tribunal, é que o julgamento termine no intervalo de um mês. ( RM)

68 visualizações0 comentário