Jornalista Paulo Machava foi assassinado há 5 anos


A 28 de Agosto de 2014 era assassinado o jornalista Paulo Machava. Passam hoje exactamente cinco anos e ainda não são conhecidos os autores do crime. Machava foi morto a tiro, nas primeiras horas de uma manhã amena como a de hoje, no centro de Maputo, quando fazia a sua habitual corrida matinal.

Paulo Machava teria sido alvejado com quatro tiros, dois dos quais na cabeça e os restantes nas costas, no entrocamento das avenidas Vladimir Lenine e Agostinho Neto, duas das mais frequentadas de Maputo, por volta das 06:00, segundo testemunhas citadas pela imprensa local.

O jornalista, que iniciou a sua carreira nos anos 80 como repórter da Rádio Moçambique (RM), tendo passado posteriormente pelos semanários Savana e Zambeze. A data do seu assassinato, ocupava as funções de editor no jornal eletrónico Diário de Notícias, além de prestar serviços de assessoria na residencial Kaya Kwanga, palco de vários eventos na capital moçambicana.

O Comité de Protecção de Jornalistas (CPJ) disse na altura que "Estamos chocados com o assassinato de Paulo Machava e pedimos às autoridades que investiguem o crime com eficiência, identifiquem o motivo e processem os assassinos", disse a coordenadora do programa CPJ África, Sue Valentine. "O assassinato de Machava não tem lugar em um país que se esforça para construir uma democracia que há duas décadas surgiu do conflito civil". O Moz24h tentou obter informações sobre o curso de uma eventual investigação por parte das autoridades policiais sem sucesso

139 visualizações

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI