Joaquim Chissano explica Transição para o Multipartidarismo em Moçambique


O antigo Presidente da República, Joaquim Alberto Chissano, junta-se, esta quinta-feira, 1 de Outubro, aos debates sobre os 30 anos da Democracia Multipartidária em Moçambique.

Chissano vai explicar as razões que estiveram por detrás da transição do mono para o multipartidarismo em Moçambique e todas as dinâmicas internas do Partido Frelimo, durante o processo. O encontro tem como objectivo reflectir sobre o processo político de transição do monopartidarismo para o multipartidarismo, tendo em conta as experiências dos debates ao nível do partido único, a razão por detrás da mudança para o multipartidarismo e compreender a correlação de forças internas que impulsionaram ou resistiram as transformações ideológicas, políticas e económicas, introduzidas com a Constituição de 1990. O ciclo debates no âmbito da celebração dos 30 anos da Democracia Multipartidária em Moçambique é organizado pelo Ministério da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos (MJACR) e Instituto para Democracia Multipartidária (IMD) sob o lema “Celebrando a Constituição Multipartidária e Construindo uma Democracia Inclusiva”. A Mesa Redonda vai juntar representantes de partidos políticos, sociedade civil, académicos entre outros convidados, respeitando as medidas de prevenção da COVID-19. (RM)

62 visualizações

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI