Japão retira financiamento para construção de pontes em Cabo Delgado


O diário o Pais reporta na sua edição online que o Japão retirou financiamento para construção de pontes e o governo está ainda a negociar para a retomada do investimento. "Por um lado, são as calamidades naturais que levaram ao desabamento da ponte sobre o rio Montepuéz em Dezembro do ano passado. A estrada nacional número 380 é de capital importância, pois liga a cidade de Pemba e os distritos da parte norte da província de Cabo Delgado, nomeadamente, Muidumbe, Mueda, Nangade, Palma e Mocímboa da Praia. Tentou-se fazer um desvio de emergência e agora vai-se avançar para a montagem de uma ponte metálica, enquanto se pensa sobre a grande ponte que ruiu.

Far-se-á a reposição transitória da travessia sobre o rio Montepuéz, mas a ligação com os cinco distritos do norte não fica resolvida porque ao longo do percurso há três pontes sobre o rio Messalo que foram abandonadas ano passado ainda em fase de construção, devido à insegurança imposta pelas incursões de grupos terroristas. O Japão é o principal parceiro e retirou o financiamento por isso. Já a ponte sobre o rio Lúrio que faz limite entre Nampula e Cabo Delgado está com o tráfego condicionado desde finais de Março devido a vibrações que se sentiam ao passarem camiões de grande tonelagem.

Actualmente, apenas camiões com o máximo de 40 toneladas podem passar. Esta semana começa o trabalho técnico de inspecção de engenharia (O país)

107 visualizações

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI