Jacto presidencial abocanhado pela Frelimo e seu canditado


Por Palmira Zunguze


De forma viral correu ontem, nas redes socias, a fotografia do avião presidencial com estampa do simbolo do Partido Frelimo. É como se o avião adquirido em 2013 nos últimos dias da chancelaria de Armando Guebuza, fosse propriedade do canditado do partido no poder para a presente campanha eleitoral. É o uso de meios do Estado na expressão mais alta.



O jacto com titularidade da Força Aérea de Moçambique (FAM), de marca Beechcraft modelo Hawker 850XP, com um bimotor de médio porte e de alcance intercontinental, com capacidade para transportar luxuosamente 8 ou 10 passageiros, foi fabricado nos Estados Unidos da América (EUA) e está avaliada em mais de dois milhões de dólares norte-americanos.

Segundo o portal de informação sobre aviação militar defenceWeb, o jato foi comprado em segunda mão nos EUA e passou a ser propriedade das FAM em Setembro de 2013, altura em que o seu registro norte-americano foi cancelado e transferido para a Força Aérea moçambicana.

Em 2013, quando adquirido o jacto, o Defenceweb referia que a aeronave "deixou o aeroporto executivo de Fort Lauderdale, Flórida (nos EUA) no passado dia 9 de Setembro para entrega à Força Aérea de Moçambique".

Na altura que o jacto foi comprado Filipe Nyusi era Ministro da Defesa. O Moz24h tentou, ontem, sem sucesso ouvir as autoridades competentes, Voltaremos a insistir durante o dia de hoje.

552 visualizações

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI