Investimento Chinês – Benção ou Maldição


Eles estão em todos os lados e em todas áreas de actividade. É bem provável que os cidadãos chineses que operam em Moçambique conheçam tão bem o território nacional quanto os nativos.

De 2006 a 2016  a China tornou-se no maior credor de Moçambique passando de 61.150 milhões de dólares, em 2006, para um total de 1.698,6 bilhões de dólares, em 2016. 

Mas em contramão, segundo o WWF, o país perdeu cerca de 540 milhões de dólares em consequência da exploração e comercialização ilegal da madeira nacional entre 2003-2013, e 90% da madeira do país é exportada para a China. 

Compreenda nesta série de cinco infografias, os tentáculos do gigante asiático e como este coloca em risco o futuro dos moçambicanos.

#jornalismoaprendesefazendo #jornaldamalta #180segundosparaaprender


Creditos MidiaLab

53 visualizações

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI