INE: Números polémicos de Gaza fazem mais uma vítima


Arão Mbalate, é a mais recente vítima dos polémicos números da Província de Gaza onde o STAE recenseou cerca de 300 mil eleitores fantasmas. Na altura, Arão Mbalate, na qualidade de Director de Censos e Inquéritos do Instituto Nacional de Estatística, INE, foi quem deu a cara para dizer que os números apresentados pelo Secretariado Técnico de Administração Eleitoral,STAE, “ só seriam atingidos na Província de Gaza em 2040”. As suas declarações cairam muito mal no seio d partido Frelimo, em última análise o principal beneficiário dos números empolados da Província de Gaza. Os referidos números significaram o aumento de mandatos para a Assembleia da República numa província em que o partido Frelimo é hegemónico. Em despacho datado de 22 de Outubro, a Presidente do INE, Eliza Mónica Magaua, faz saber que Arão Mbalate cessa funções como Director de Censos Inquéritos. É praticamente impossível dissociar esta medida da polémica em volta do recenseamento eleitoral.

Aliás, esta polémica também esteve por detrás do pedido de demissão do anterior Presidente do INE, Rosário Fernandes. Este terá recebido mal as palavras do Presidente da Repúblicam Filipe Nyusi, que disse que, “ capim que cresce sozinho tem que ser cortado”. Nyusi, referia-se ao facto de Rosário Fenandes, não estar alinhado com o partido Frelimo na legitimação dos números polémicos da Província de Gaza. A cessação de funções de Arão Mbalate é prova inequívoca de que o “ corte de capim que cresce sozinho” continua no Instituto Nacional de Estatística. (Redacção)

50 visualizações

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI