H2n capacita Jornalistas em Cabo Delgado em matérias candentes da sociedade


Enquanto a liberdade de imprensa vai tentando ser coartada pelo regime do dia , proibindo aos orgaos de informacao publica a nao cobrir ou relatar sobre a guerra em cabo delgado,  mais uma formacao de jornalistas teve lugar naquela provincia. reportar sem medo...

Jornalistas em Cabo Delgado formam-se esta semana em matérias de engajamento comunitário, igualdade de género e responsabilidade local

A h2n reuniu, esta semana, em Pemba, doze jornalistas de rádios comunitárias de oito estações de Cabo Delgado para formações e consultas sobre envolvimento comunitário, igualdade de género e responsabilidade a nível local através de jornalismo investigativo.

Durante as actividades, os jornalistas discutiram como recuperar pós-calamidade, observando que, estatisticamente, as mulheres e as crianças têm mais probabilidades de adquirir doenças, perder a vida e o risco de violência sexual em situações pós-catástrofes naturais do que os homens.

"Queremos assegurar que os gestores dos acampamentos e assentamentos temporários compreendam os riscos acrescidos enfrentados pelas mulheres e crianças e as respostas mitigadoras apropriadas", disse, Mana Clara Sadia, Gestora do Projecto da h2n em Cabo Delgado e uma das facilitadoras da formação.

A actividade contou com o apoio do projecto CRP II, financiado pela Noruega, e um projecto de envolvimento comunitário e prestação de contas, financiado pela OSISA, que inclui a promoção e protecção dos direitos socioeconómicos da mulher à luz de um ambiente económico e político em rápida mudança. (Moz24h)

36 visualizações0 comentário