Grupo Raxio investe em Centro de Dados em Moçambique


O Grupo Raxio está a investir na criação do primeiro data centre (centro de dados)

de Tier III em Moçambique, após os seus investimentos em data centres no Uganda,

Etiópia e RD Congo.


 O data center será localizado no Parque Industrial de Beluluane e terá um

abastecimento eléctrico inicial de até 1,5 MW.


 Previsto para iniciar o funcionamento em 2022, o Raxio Mozambique

desempenhará um papel crítico na evolução das infraestruturas digitais do país e irá

satisfazer a oferta crescente de ferramentas e serviços digitais em várias indústrias em

Moçambique


 

O Grupo Raxio, um dos principais promotores e operadores pan-africanos de data centres (centro de dados), anunciou hoje que está a instalar um data center de última geração, neutral no que toca aos distribuidores de conectividade, em Moçambique.

Previsto entrar em funcionamento em 2022, as primeiras instalações da Raxio Moçambique serão no Parque Industrial de Beluluane – localização ideal para satisfazer tanto as necessidades primárias de dados bem como a recuperação dos mesmos em caso

de ocorrência de um desastre. O Parque beneficia de uma infraestrutura ideal de energia e

conectividade, assegurando um ambiente operacional estável e altamente conectado. A

Raxio espera que toda a energia utilizada pela instalação seja proveniente de fontes

renováveis, com uma combinação de energia hidroelétrica e solar, localmente produzida.

Em linha com as outras instalações da Raxio em todo o continente, as primeiras

instalações da Raxio Moçambique serão totalmente equipadas com alta tecnologia no que

toca ao arrefecimento, segurança, armazenamento, caging, compatibilidade de energia

AC/DC, com uma taxa de disponibilidade de 99,982%. Os clientes poderão estabelecer

ligações cruzadas com distribuidores de conectividade locais e internacionais ou ainda com

outros clientes em salas de reuniões virtuais especialmente concebidas para o efeito. Ao

localizarem-se nas instalações da Raxio, os clientes beneficiarão de um modelo de

infraestrutura partilhada e reduzirão substancialmente os seus custos operacionais e de

capital, melhorando ao mesmo tempo o desempenho e a flexibilidade das suas

actividades.

Para além de proporcionar um ambiente ideal para as principais indústrias de todo o país,

a Raxio Moçambique será uma operadora crucial para a espinha dorsal digital do país.

Através do serviço de ligações cruzadas da Raxio, os operadores de redes móveis, ISPs e

distribuidores poderão interligar-se entre si e aos seus clientes, reduzindo o custo de

acesso em todo o país, estabilizando assim a conectividade a velocidades melhoradas,

numa altura em que novos cabos submarinos também estarão a fornecer uma melhor

conectividade internacional.

Para este projecto, a Raxio estabeleceu uma parceria com a Africa Century Real Estate,

um experiente investidor local e o promotor na construção de imóveis residenciais, de

escritórios e estabelecimentos comerciais em Moçambique. À medida que a transformação

digital cresce nos sectores privado e público e que se espera um investimento significativo

nos próximos anos, a Raxio tem planos para construir instalações adicionais no país para

apoiar este crescimento.

Robert Mullins, CEO da Raxio Group afirma que: "Durante o ano passado, o número de

utilizadores da Internet no país aumentou 25% - e esperamos que este número continue a

crescer nos próximos anos, em todas as indústrias. De modo a apoiar este crescimento,

estamos a assistir a novos investimentos de distribuidores de conectividade e cabos

submarinos. Estamos entusiasmados por poder apoiar o crescimento digital do país com

condições de co-localização acessíveis e de alta qualidade. O nosso centro de dados em

Maputo será uma instalação emblemática, centrada na eficiência energética e na utilização

de energia renovável, que facilitará o tráfego da Internet entre fornecedores de conteúdos

locais e internacionais e tornará a experiência da Internet mais rápida, mais resiliente e

mais acessível para todos os utilizadores digitais"


As instalações da Raxio Moçambique em Maputo são o quarto centro de dados na carteira

do Grupo Raxio, que inclui a Raxio Uganda, a Raxio Etiópia, e a Raxio Kinshasa, na DRC.

O Grupo Raxio prossegue activamente os seus esforços de desenvolvimento, incluindo a

criação de instalações adicionais nos seus mercados onde está presente e a construção

de instalações em novas geografias. O Grupo espera concluir até 10-12 investimentos em

centros de dados em toda a África com o objectivo de satisfazer a crescente procura de

instalações locais de armazenamento e alojamento de dados de alta qualidade na região.


Sobre a Raxio Group   


Fundado em 2018, o Grupo Raxio é uma empresa de gestão de carteiras da Roha Group Inc, uma empresa de investimento sediada nos EUA que se dedica ao investimento responsável e à construção de novos negócios sustentáveis lucrativos em toda a África, e da Meridiam, um promotor global, gestor de activos e de fundos especializado em projectos de infraestruturas sustentáveis e de transição energética.  A Raxio é a principal plataforma africana de centros de dados Tier III, neutral em relação aos distribuidores, fornecendo instalações e serviços de nível empresarial e de qualidade industrial que servem de base para as economias digitais africanas. Após a sua primeira instalação no Uganda, a Raxio tem agora presença na Etiópia, República Democrática do Congo e Moçambique, e continuará a desenvolver instalações complementares a fim de estabelecer uma rede de centros de dados interligados em todo o continente africano até 2023.

27 visualizações0 comentário