Gato por Lebre!


Por Estacio Valoi


A 23 de Dezembro de 2019 o Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, inaugurava uma das estradas, a rodovia numero 13 (EN13) asfaltada num percurso de 181 Quilómetros de ligação entre os distritos de Mandimba e Lichinga na zona do distrito de Muita num projecto ainda por serem concluídos 177 Quilómetros de asfaltagem com fim a ligação entre as províncias de Nampula e Niassa almejada pra o ano 2021

O empreendimento é financiado pelo Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) que ira cobrir a asfaltagem 10KM de estrada a partir do Distrito de Malema enquanto a União Europeia vai financiar os 33 KM num valor orçado em 25 milhões de euros já para o prelúdio do próximo ano 2020

Durante a sua passagem pela vila-sede de Ngaúma (Massangulo) o chefe de Estado Moçambicano não só comprometeu – se em construir a estrada a estrada que liga Nampula a Niassa mas também a linha férrea.

Recordar que no mês de Julho João Machatine, Ministro das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos, visitou as obras de reabilitação da Estrada nacional numero 13 que liga as cidades de Nampula e Cuamba. A estrada devia ter sido concluída em 2015 mas até então só esta executada em 65 porcento.


A explicação que não convenceu ao ministro


O técnico da Administração Nacional de Estradas revelou os motivos do atraso das obras, referindo a suspensão das actividades que houve por três vezes, no decorrer das mesmas e demora no pagamento ao empreiteiro.

A administração estatal através do seu técnico da obra atrasada devido a falta de pagamentos ao empreiteiro que levou a anúncio da conclusão de uma nona agenda e, “a nova data de conclusão das obras será Junho de 2019.”


Gato por lebre


O Presidente da Republica, num ‘ drive test’ ao volante da viatura estatal fez-se a estrada acelerando sobre o asfalto na contramão de contente por ter inaugurado a rodovia “Hoje, inaugurei a estrada Lichinga-Massangulo- Muíta. Uma infra-estrutura vital para o desenvolvimento da Província de Niassa e que vai oferecer maior conforto aos automobilistas, melhoria no transporte de pessoas e bens. Foi com muito orgulho e satisfação que, no volante, e por alguns quilómetros senti a satisfação dos milhares de concidadãos desta província. Parabéns Niassa, parabéns Moçambique. Vamos trabalhar meus compatriotas!” Filipe Nyusi

Contudo, não foi mais além do percurso ficando em Massangulo. A que era objecto de inauguração segundo fontes seria a que vai de Mandimba a fronteira com o Malawi na qual desde o começo das obras não foram construídos mais de três quilómetros. A obra com vários problemas, “ uma bomba relógio para o povo ’ foi adjudicada empresa de construção China communication construction company (CCCC) numa extensão, “uma vergonha com sinalização e valas de drenagem que deixam muito a desejar, riscos de separação bem tortos, asfalto inacabado ”

Ainda segundo fontes as valas de drenagem mal construídas não possibilitam a passagem da água da chuva que já se faz sentir naquele ponto. “Dentro da Vila municipal de Mandimba os bairros periféricos estão em alerta máxima pois com as primeiras chuvas as casas sofreram devido às valas de drenagem que não vão desaguar nos rios mais sim em alguns bairros tais como Tondooco.” Disse a fonte

126 visualizações

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI