Gás moçambicano em breve no mercado europeu



Moçambique espera fazer a sua primeira exportaçao de gás natural liquefeito (GNL) para a Europa, no final deste mês ou início de Novembro, a partir da plataforma flutuante Coral Sul, operada pela italiana Eni.


A informação foi dada à Reuters pelo Instituto Nacional de Petróleo (INP), na sexta-feira (21), numa altura em que a Europa enfrenta uma crise de fornecimento de gás.


Citando a Welligence Energy Analytics, a Reuters reporta que o navio-tanque BP.L LNG, da Inglaterra, já chegou ao largo do norte de Moçambique.


"Em relação à exportação de GNL, será para os mercados europeus, pois a BP está comprometida em levar os recursos de gás para a Europa", disse o INP em resposta por e-mail à Reuters.


Toda a produção anual de gás da Coral Sul - 3,4 milhões de toneladas – foi contratada à BP por 20 anos.


O carregamento de GNL mocambicano ajudará a aliviar a escassez de gás na Europa, à medida que o inverno se aproxima, após a invasão da Ucrânia por Moscovo, em Fevereiro, e decisão posterior da Rússia de reduzir o fornecimento às principais economias da União Europeia. (VOA)

6 visualizações0 comentário