FNF repudia autoritarismo do Damião Caliano Chefe dos SPFFB de Tete contra jornalista


O jornalista António Zacarias foi severamente ameaçado

O Fórum Nacional de Florestas (FNF) é um espaço onde as Organizações da Sociedade Civil se encontram e discutem aspectos de interesse da área florestal, promovendo assim, a boa governação florestal no País com a participação de todos segmentos e/ou parceiros interessados e ligados ao sector de florestas de Moçambique Sendo um representante das organizações da sociedade civil.

Assim, este FNF vêm à público manifestar seu absoluto repúdio aos injustificáveis episódios de nepotismo, autoritarismo e violência verbal ocorridos com um dos seus membros jornalista, radicado em Tete, filiado à FOCOJOM e funcionario da AAJC, ambas organizações também membros do FNF.

Tudo começou com o acto de cidadania consciente e activa de denuncia feito pelo Jornalista e membro da FOJOCOM ao Sr, Damião Caliano Chefe dos Serviços Provinciais de Florestas e Fauna Bravia de Tete. A denuncia em causa, diz respeito ao facto do Sr Damião Caliano, gozando da sua posição privilegiada, ter atribuído uma concessão florestal ao seu próprio filho de 23 anos de idade de nome Avogadro Damião Caliano, concessão atribuída no distrito de Mutarara, na província de Tete numa área de 19.800 hectares.

Vale lembrar que no ao de 2019, o FNF em encontro realizado em Tete, já houvera abordado a desagradável e vergonhosa situação da exploração da espécie Nkule por parte de agentes económicos deste ponto do pais, com maior destaque dos Chineses. Essa reunião do FNF, culminou com um encontro de cortesia com o Governador da Província de Tete cessante, onde esta preocupação das OSC foi abordada. Porém pouco ou nado foi feito até então.

Para pior a situação, o episódio que aqui se apresenta reflete o conjunto das actuais e anteriores ações desmedidas, arbitrárias e que ferem ate a propria legislação do sector, practicadas pelo actual Chefe dos Serviços Provinciais de Florestas e Fauna Bravia, atitudes essas que atentam contra a liberdade de expressão e democracia num dos sectores chaves da econocia do pais.

O FNF e os seus membros tem alertado a sociedade e órgãos competentes, para a onda de autoritarismo e arbitrariedades que acontecem no sector de florestas nesta província, e que atingem níveis de alarme e necessidade de tomada de medidas severas e concretas.

Reconhecemos que o Chefe do sector aqui em referencia tem suas atribuições e competência nesta matéria de concessões, mas o que não se pode entender é a atitude deste, de beneficiar seu próprio filho num acto claro de nepotismo e falta de transparência agravado pelas atitudes grosseiras, intimidatórias e agressões verbais dirigidas ao nosso colega e membro do FNF que na altura exercia o seu papel de jornalista.

Acreditamos, sim, num trabalho honesto e competente de parte da DPTADER, mas a sociedade civil nao pode tolerar este tipo de comportamento por parte dum servidor publico, com uma presença arrogante e ostensiva no interior de uma instituição do estado moçambicano que se preza democrático e pluralista.

Este momento de perplexidade da sociedade civil gerado pela atitude do Chefe dos SPFFB de Tete, não deve ser a justificativa para qualquer tipo de ação contra o nosso jornalista e outros membros do FNF. que tire a liberdade e a participação dos membros do FNF e comunidade em geral nos debates e decisões a respeito do sector de florestas.

23 de Março de 2020 Fórum Nacional de Florestas

68 visualizações

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI