Filipe Nyusi, Mariano Nyongo e Abel Xaxier uma reflexão em três pontos


Por Sérgio Cossa


1. Semana passada, o Presidente da República, fez saber que a insurgência tem financiadores conhecidos em Maputo e Beira. Aparentemente, segundo o Chefe de Estado moçambicano há gente que financia a saga de terror porque deixou de ganhar concursos públicos e de fazer negócio de madeira. Sendo a situação em Cabo Delgado de terror com muito luto á mistura, pede-se que Filipe Nyusi seja mais concreto nas suas insinuações e que tome medidas para que sejam neutralizados os financiadores de terror que ele conhece. Somos capazes de nosso dia a dia estar conviver com pessoas supostamente de bem que afinal, são financiadores de verdadeiro terror que muitos luto tem causado. Pede-se mais ao Presidente da República.


2. Começa a ser difícil entender que a auto-proclamada Junta Militar da Renamo, presidida por Mariano Nhongo, profira ameaças contra pessoas, exiba armas e prometa perigar a paz sem que o Estado se pronuncie. Pode ser que alguém acredite que se pode benefeciar da crise no ninho da perdiz. Mas torna-se inaceitável que Mariano Nhongo passseie a sua classe armado e profira ameaças a integridade física de pessoas e mesmo assim ganhe cobertura mediática como se de um herói se tratasse. Oxalá, os que acreditam que podem tirar vantagem do Mariano Nhongo e da sua Junta Militar da Renamo, amanhã não tenham problemas em controlar a sequência dos acontecimentos.


3. A Federação Moçambicana de Futebol é uma verdadeira caixa de surpresas. Quando se acreditava que a saída de Abel Xavier do comando da selecção nacional, seria uma oportunidade para credibilizar a instituição, a surpresa não se fez esperar. O adjunto de Abel Xavier foi promovido a treinador principal. Ao que parece mais um que vem ganhar currículo e depois vai-se sem que apresente resultados. Ou talvez, Alberto Simango Júnior é quem devia sair Federação Moçambicana de Futebol.

225 visualizações

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI