Familias com campas de seus entequeridos removidas pedem justiça


Por Nazira Suleimane


Trata-se de uma familia que viu campas de seus entequeridos serem removidas sem justa explicaçao. Segundo fontes ouvidas pelo Moz24h, o lugar onde fez-se a contruçao do calçadão em Pemba, existiam campas de familias desde a epoca colonial. Desde aos tempos do colonialismo portugues em Moçambique, essas familias haviam sido ditas para nao fazerem construção naquele espaço por tratar-se de uma area turistica, nao podem ter casas precarias, mas nao havia impedimentos para zelar e cuidar das campas dos seus antequeridos que naquele lugar estavam no eterno descanso.

A fonte afirma que, depous da independencia nacional do colonialismo Português, com a Frelimo no poder principalmente no mandato de Tagir Carimo, presidente cessante do Municipio de Pemba, eles enfrentam grandes problemas por causa de campas que foram removidas sem uma justa explicacao a essas familias.

Nao houve processo de nogociaçao em ambas as partes. A familia diz, que o Tagir teve proposta de um projecto envolvendo aquele espaço e sem pensar duas vezes na altura como presidente do municipio ele aceitou e mandou remover as campas dos antequeridos destas familias sem justa explicação.

Em busca de seus direitos essas familias diz sem sucesso bate todas as portas em busca de um socorro, ja foi ao tribunal, procuradoria e ate ao partido no poder e sem sucesso

30 visualizações

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI