EUA: Senado bloqueia nomeações de embaixadores, incluindo para Moçambique e Angola


WASHINGTON — A nomeação de novos embaixadores americanos para Angola e Moçambique encontra-se bloqueada no Senado dos Estados Unidos, devido a uma luta partidária que paralizou as nomeações de diplomatas americanos para diversos países do mundo.

Ao abrigo das leis americanas as nomeações de embaixadores pelo Presidente têm que ser confirmadas pelo Senado onde um único senador pode bloqueá-las.

O Senador Republicano Ted Cruz está a impedir que dezenas de embaixadores escolhidos pelo Presidente Joe Biden, para postos considerados não controversos, sejam confirmados nas suas posições devido a uma disputa com o Presidente sobre o gaseoduto Nord Stream 2, que vai fornecer gás da Rússia à Alemanha.

Cruz, com apoio de outros Republicanos, diz que o governo americano tem que tomar medidas como previsto por lei contra as companhias envolvidas nesse projecto oposto pelos Estados Unidos.

Até agora apenas noves embaixadores nomeados por Biden foram confirmados pelo Senado nomeadamente os representantes americanos para a Turquia, México, Canadá, Nova Zelândia, Austria, Singapura, Kosovo, Israel e Nações Unidas.

Falando na Indonésia, onde se encontra em visita oficial, o Secretário de Estado norte-americano Antony Blinken advertiu que a continuação da oposição Republicana à nomeação de embaixadores no Senado corre o risco de minar a política externa americana. "Lugares cruciais, incluindo Pequim, ainda estão vagos. Este é um enorme problema. E praticamente todos os desafios que enfrentamos, incluindo lidar com a Rússia, com a China... são dificultados pelo facto de não termos a nossa equipa completa de segurança nacional e política externa no terreno", disse Blinken.

"Para bem da nossa segurança nacional, o Senado tem de agir", disse Blinken que acrescentou que apenas 16% dos embaixadores da actual administração americana foram confirmados, quando entre 70% a 90% dos enviados tinham sido confirmados na mesma altura nas três administrações americanas anteriores.

Em 24 de de Junho, Biden nomeou oficialmente Tulinabo Mushingi para embaixador dos Estados Unidos em Angola para substituir Nina Fite. A sua nomeação tinha sido anunciada em Abril.

Em Novembro o Presidente nomeou Peter Hendrick Vrooman para embaixador em Moçambique. Não se sabe quando é que as suas nomeações serão confirmadas. (VOA)

90 visualizações0 comentário