Estados Unidos da América querem aderir a CPLP


Os Estados Unidos da América já solicitaram a sua adesão a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, CPLP, como membro associado. Esta informação foi avançada pelo secretário- executivo da CPLP, Francisco Ribeiro Telles a ONUNews. O pedido de adesão norte- americano é justificado pelo respectivo Departamento de Estado, “ pela necessidade de estar mais próximo das diásporas lusófonas”. Brasil, Cabo Verde e Portugal são países de origem ou de herança de mais de 1 milhão de pessoas que vivem nos Estados Unidos. Para Francisco Ribeiro Telles, “ a solicitação americana revela o aumento da relevância político- estratégica dos países lusófonos”.

O pedido de adesão norte-americano deverá ser analisada na Cimeira de Chefe de Estados da CPLP, a ter lugar próximo ano em Luanda.

Os Estados Unidos da América não são o único país cuja candidatura membro associado da CPLP deverá ser analisada na Cimeira de Luanda. Os outros países já submeteram as suas candidaturas são: Costa do Marfim, Roménia, Quatar e Peru.

Apesar do aumento da relevância político- estratégica da CPLP, persistem críticas de vários sectores de opinião sobretudo sobre o impacto deste bloco na vida dos cidadãos dos países- membros. Aquem prefira ver a CPLP como estando resumida a Cimeira de Chefes de Estado e outras mas, cujo impacto continua pouco vísivil na vida dos cidadãos. A título de exemplo, a ideia de supressão vistos entre os vários países que dão corpo a CPLP continua a ser uma promessa não cumprida. ( Redacção)

46 visualizações0 comentário