Estado da nação é recomendável, diz Presidente moçambicano


Filipe Nyusi, Presidente de Moçambique


No Parlamento, Filipe Nyusi revelou que mais de 400 terroristas foram capturados ou mortos MAPUTO — O estado da nação é recomendável na óptica do Presidente moçambicano ao apresentar o seu informe anual ao Parlamento nesta quinta-feira, 16.

Durante mais de três horas de um discurso interrompido apenas por momentos de ovação pelos deputados da Frelimo, Filipe Nyusi afirmou que foi um ano marcado pelas conquistas militares na luta contra o terrorismo em Cabo Delgado, tendo dedicado alguns momentos a apresentar o ponto da situação actual. De Janeiro a Novembro, disse o Presidente "registamos como resultados das acções operativas, a captura de 245 terroristas suspeitos" e "em combate foram abatidos cerca de 200 terroristas".

Do lado dos civis, cerca de duas mil já perderam a vida, como resultado directo das acções dos terroristas e 948 mil continuam em situação de deslocados, ainda segundo Nyusi. O Presidente abordou também os raptos que continuam na ordem do dia mas, por detrás dos números, Nyusi diz haver forte acção de combate.

"O crime de rapto tem impacto humano e social significativo. No presente ano foram registados 13 casos, dos quais, seis foram esclarecidos, o que resultou em 18 detidos", afirmou.

Por outro lado, o chefe de Estado disse que, apesar de várias vicissitudes impostas, nomeadamente pela pandemia da Covid-19 e crise económica, o país está num estágio recomendável.

"O Estado da Nação é de auto-superação, reversão às tendências negativas e conquista da estabilidade económica", resumiu. A oposição classifica a avaliação de míope e desfasada da realidade do país real. Ouça a reportagem:https://www.voaportugues.com/a/estado-da-na%C3%A7%C3%A3o-%C3%A9-recomend%C3%A1vel-diz-presidente-mo%C3%A7ambicano/6357718.html

(VOA)

66 visualizações0 comentário