Estadio Nacional do Zimpeto sem condições para acolher jogos internacionais


Dia dia 20 de Setembro é o prazo para que a Federação Moçambicana de Futebol (FMF) dispoe para mostrar à Confederação Africana de Futebol  que o Estádio Nacional do Zimpeto(ENZ) e o Estádio da Machava estão  em condições de acolher  partidas internacionais.  No estadio de Zimpeto, alguns sectores ainda não foram intervencionados e outros ainda estão na fase de melhoria.

Seis dias, a contar de hoje é o tempo que as autoridades desportivas nacionais têm para isolar a área de acesso dos autocarros das equipas no ENZ, uma vez que os atletas ficam expostos ao contacto com o público quando entram e saem dos balneários, situação que periga a sua segurança.

Mais há mais áreas do ENZ precisam ser intervencionadas para que não seja novamente chumbada pela CAF, tal como aconteceu em Abril deste ano.

Falta ainda por concluir o processo de instalação de câmeras de segurança para a zona dos espectadores e não só. Na primeira visita efectuada pelos inspectores da CAF, apenas duas estavam em funcionamento.

Mas as recomendações, para obras de melhoria, não se ficam por aqui. O perímetro externo do Estádio Nacional do Zimpeto não inspira segurança. Durante muitos anos, a cerca de vedação foi violada por populares e, esta situação, permitiu que os mesmos circulassem de qualquer forma dentro do ENZ.

Por concluir está igualmente a melhoria do sistema de iluminação, pois, para jogos nocturnos, a capacidade mínima exigida é de 1200 LUX que cobrem todas áreas do campo.

O Estádio Nacional do Zimpeto ainda não está devidamente equipado com sistemas modernos electrónicos de controlo de acesso e sistema de contagem automatizados.

Mas nem tudo está atrasado. Os balneários dos árbitros e oficiais estão a ser intervencionados para que estas áreas tenham padrão de alta qualidade, com assentos e armários adequados.

Os balneários das equipas já sofreram algumas melhorias, sendo que os mesmos já dispõem de equipamentos recomendados pelos inspectores da CAF. O equipamento de resposta a incêndios já foi montado, faltando agora a apresentação por parte dos gestores do ENZ do certificado de segurança contra incêndios.

A CAF enviou, há dias, uma nota para a FMF na qual recomenda que esta agremiação faça, até ao dia 20 de Setembro, uma pré-inspecção do recinto, num processo a ser conduzido por um gestor do Departamento de Licenciamento de Clubes da FMF e, no final, elaborar um relatório.

Por outro lado, o órgão reitor do futebol africano adverte a FMF para que envie um relatório acompanhado por imagens fotográficas das áreas que beneficiaram de melhorias, assim como vídeos nos quais se apresenta testes dos sistemas de iluminação e segurança do ENZ. Se estas recomendações não forem levadas a cabo, os Mambas correm riscos de efectuar jogos fora do país.

54 visualizações

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI