Emmerson Mnangagwa insta zimbabueanos zangados e com fome a comerem legumes


Na última sexta – feira os zimbabueanos disseram ao presidente Emmerson Mnangagwa que a situação económica daquele Pais esta a forcar as pessoas a viverem com a boca a mão, o mesmo retorquiu dizendo aos zimbabueanos furiosos para que “ comam vegetais de não carne”

Mnangagwa fez estas afirmações no bairro Kuwadzana, subúrbio de Harare enquanto fazia parte de sua Campanha Nacional de Limpeza.

Moradores zangados entoaram cânticos de revolta com palavras de ordem dizendo ao presidente para se concentrar na solução do actual problema económico que se vai deteriorando, maior problema da nação antes considerada cesta de pão da africa Austral ao em vez de realizar jornadas de limpeza.

Em resposta às preocupações das pessoas relativamente aos altos preços com os altos da carne, Mnangagwa disse: “… Ahh! Carne! E os vegetais? Os médicos recomendam que as pessoas comam vegetais ”, resmungos perante a multidão, enfatizou:“ os médicos querem que você coma vegetais de forma a manter-se saudável, a carne não é boa para você… ”

Quando Mnangagwa apercebeu-se que as pessoas ficaram consternadas com as suas observações, na tentativa de amainar os ânimos disse, “… acho que imploro para diferir. Eu escuto médicos e é por isso que como vegetais. "

Algumas pessoas na multidão exigiram que o governo também deveria obrigar as empresas a reduzir os preços das refeições. Mnangagwa prometeu tomar medidas contra as tais pessoas sem escrúpulos que vem vendendo as refeições acima do preço estabelecido de 50 dólares zimbabueanos por um saco de 10 kg.

"... Se haver pessoas de negócios inescrupulosas que não cumprem a lei, acabaremos por lhes retirar as licenças, essas pessoas que não cumprem a lei, e, isto vai forçar- lhes a perder os seus negócios".

Mnangagwa disse que o governo vem subsidiando os preços das refeições, a fim de proteger os zimbabuanos da actual situação económica no país.

Em resposta às observações de Mnangagwa, Charlton Hwende, membro do Kuwadzana East, disse que a reacção do presidente aos sentimentos das pessoas era uma indicação de que " não faz ideia sobre o que vem acontecendo no Zimbábue".

Os residentes revoltados também mostraram que vem enfrentando grave escassez de dinheiro, falta de energia e outros desafios.

Em sua resposta, Mnangagwa disse que o Zimbábue não voltará ao sistema de moedas múltiplas, que, segundo os observadores, é muito melhor do que a actual mistura de moeda local. ( VOA NEWS/04/01/20)

34 visualizações

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI