Embaixadora americana na ONU confiante numa solução para situação em Moçambique


Linda Thomas-Greenfield disse que os Estados Unidos estão muito preocupados com a situação e humanitária

NOVA IORQUE — A Administração Biden diz aguardar um fim rápido do conflito em Moçambique e a representante do país junto das Nações Unidas reiterou que Washington está comprometido com o Governo de Maputo para proteger civis e prevenir futuros ataques. A embaixadora Linda Thomas-Greenfield fez estas declarações numa conferência virtual antes da reunião do Conselho de Segurança da ONU sobre paz e segurança em África, na quarta-feira, 19. "Os Estados Unidos estão muito preocupados com a situação em Moçambique e estamos a trabalhar muito de perto com o Governo de Moçambique, organizações internacionais e organizações da sociedade civil no terreno para tentar encontrar uma solução (...) que ajude o Governo a enfrentar os ataques que tiveram lugar", afirmou a antiga sub-secretária para Assuntos Africanos durante a Presidência de Barack Obama. Thomas-Greenfield disse esperar que “sejamos capazes de enfrentar e chegar a uma conclusão satisfatória muito em breve", para a resolução da crise, que, segundo ela, passa por "estar em contacto com comunidades fora do Governo central", em particular aquelas que se encontram na "linha da frente" e assegurar que as comunidades "não estejam isoladas". Em relação à paz e segurança em África, a diplomata reiterou que os Estados Unidos são um "parceiro comprometido" para o continente. A pandemia da Covid-19 será o ponto principal da reunião do Conselho de Segurança da ONU, que terá como principais oradores o secretário-geral, António Guterres, o administrador do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Achim Steiner, e um representante da União Africana, cujo nome não foi revelado. (VoA)

60 visualizações0 comentário