Embaixador francês em Moçambique afirma que não há vítimas francesas em Palma


O Embaixador de França em Moçambique, David Izzo, garante que não há compatriotas seus entre as vítimas dos ataques ocorridos em Palma.

A violência armada levou a petrolífera francesa Total, a suspender todas as suas actividades e evacuar os seus funcionários logo após os ataques ocorridos no dia 24 de Março na vila sede de Palma, a cerca de 10 quilómetros do projecto de exploração de gás natural situado na península de Afungi.

Contudo, ao ser abordado pela comunicação social, o embaixador francês em Moçambique, David Izzo afirmou que não há cidadãos franceses entre as vítimas dos ataques de Palma. "Não, não havia franceses na cidade de Palma", disse o diplomata sem adiantar mais pormenores, à margem da cerimónia de lançamento de um programa de 2 anos a ser implementado em parceria com o Fórum Mulher para apoiar as mulheres jovens das províncias de Manica e Niassa.

Mais de três semanas depois dos ataques de Palma, as autoridades que na semana passada anunciaram ter retomado o controlo desta vila de 75 mil habitantes, referem que continuam a tentar avaliar o número de vítimas do sucedido (RFI)

77 visualizações0 comentário