Embaixador de Moçambique junto da União Africana diz que país receberá ajuda não letal



Alfredo Nuvunga, embaixador de Moçambique junto da União Africana, Addis Abeba, Etiópia


Maputo — Moçambique vai mesmo receber equipamento militar não letal da União Africana (UA) para combater o terrorismo. Alfredo Nuvunga, embaixador de Moçambique na Etiópia, disse à VOA que a entrega será para breve.


“O tipo de apoio que a União Africana pode dar é…a União Africana não tem meios…mobiliza meios, a favor de Moçambique…é preciso perceber que os vários parceiros têm várias plataformas de apoio…tem questão bilateral e tem a questão multilateral…neste momento, nós queremos aceder aos apoios multilaterais…e esses não são feitos por via bilateral…são feitos de forma multilateral…através da União Africana que pode e já está, já começou a interagir ao nível de vários pontos para que tenhamos o apoio necessário para o combate ao terrorismo”, disse Nuvunga.


O diplomata esclarece, no entanto, que a UA não vai enviar tropas para Moçambique, cujo Governo combate o terrorismo em Cabo Delgado com o auxílio das tropas ruandesas e da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral, que têm libertado zonas outrora ocupadas pelos elementos ligados a grupos jihadistas.


Desde que começaram, em Outubro de 2017, os ataques terroristas causaram mais de 3 mil mortes e provocaram o deslocamento forçado de mais de 850 mil pessoas, em Cabo Delgado.(VOA)

24 visualizações0 comentário