Em nome da CE-CPLP: Salimo Abdula discursa no "Chouiseul Africa Bussiness Fórum"


Por Nazira Suleimane


“O que precisamos é que as pessoas acreditem e invistam na África, em um sistema em que todos saibam onde todos podemos ter benefícios. É verdade que a corrupção é outro problema na África, mas, felizmente, para o Investimento, o direito internacional e as políticas de governança corporativa das empresas investidoras limitaram bastante a corrupção e obrigaram as empresas e instituições públicas africanas a se tornarem mais profissionais.”


O empresário moçambicano, Salimo Abdula, actualmente na presidência da Confederação Empresarial da Comunidade dos Paises de Lingua Portuguesa (CE-CPLP), discursa hoje no Chouiseul Africa Bussiness Fórum. De acordo com o programa, na cimeira de dois dias , Abdula presidirá a abertura do painel denominado “Africa Sector at the heart of the african growth”. A decorrer no municipio de Nice, na França, nos dias 3 e 4, a cimeira vai juntar empresários do do continente africano e de outras partes do mundo.

A iniciativa da cimeira é do Instituto Choiseul, na pessoa de seu Presidente, Professor. Dr. Pascal Lorot. Ao Moz24h Salim Abdula disse que a sua presença no evento é uma oportunidade impar de poder “compartilhar a nossa visão do mundo dos negócios dos países africanos de língua portuguesa”.

A Confederação Empresarial da CPLP (CE-CPLP) actualmente sob direção do moçambicano é uma entidade da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), existente desde 2004, que reúne entidades empresariais, associações comerciais e industriais, cooperações e federações de todos os países membros da CPLP.

A CE-CPLP visa o desenvolvimento e a cooperação da comunidade empresarial da CPLP. Segundo Abdula “trabalhamos para criar e fortalecer rotas de investimento nos países membros da CPLP, promovendo a cooperação e a parceria entre instituições lusófonas e outros interessados ​​em fazer negócios na CPLP.”


Potencial dos PALOP na CPLP


Os PALOPs são um componente estratégico e estrutural da CPLP agregando 6 países africanos de língua portuguesa. No seu discurso a ser proferido esta manhã, Salimo Abdula vai elencar as pontecialidades da CE-CPLP que “entende que podemos ser grandes produtores de alimentos para o planeta. Podemos produzir em quantidade e qualidade para todos, e pretendemos fazê-lo sob o selo da marca CPLP.” Para o setor de petróleo e gás, prevê-se que a CPLP seja responsável pela produção mundial de 25 a 27% em duas décadas.

Salim Abdula entende que os PALOP desempenham um papel fundamental nesta lista de oportunidades existentes na CPLP. “O potencial dos PALOP é alto em recursos naturais, setor de energia, principalmente petróleo e gás. Mas observo que os governos perceberam que ter petróleo hoje em dia não é tudo. Temos testemunhado a volatilidade / oscilação dos preços do petróleo no mercado mundial, o que cria constrangimento para os países dependentes desse recurso. A alternativa é a diversificação da economia. Este é o desafio para os países africanos da CPLP.”

Entende Abdula que os países devem se concentrar em diversificar sua economia e, assim, reduzir a dependência de um setor ou de outro. “Moçambique e Angola não podem depender do setor de energia, pois correm o risco de enfrentar crises que vêm enfrentando com quedas no mercado global de petróleo.”

Outro desafio da CPLP é a criação de rotas de investimento e instalações de circulação para empreendedores e o estabelecimento de parcerias Estratégicas

“O que precisamos é que as pessoas acreditem e invistam na África, em um sistema em que todos saibam onde todos podemos ter benefícios. É verdade que a corrupção é outro problema na África, mas, felizmente, para o Investimento, o direito internacional e as políticas de governança corporativa das empresas investidoras limitaram bastante a corrupção e obrigaram as empresas e instituições públicas africanas a se tornarem mais profissionais.”

A cimeira a começar esta manhã será presidida pelo Mayor de Nice, Christian Estrosi e Pascal Lorot, Presidente do Institut Choiseul.

47 visualizações

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI