EDM prevê perdas de USD 15 milhões com redução da tarifa de energia


Luis Amado, porta-voz da EDM

Na semana passada, o Governo foi ao Parlamento e anunciou a redução da tarifa de energia eléctrica em 50%, para as famílias das zonas rurais e 10%, para as Pequenas e Médias Empresas, como forma de mitigar os impactos da pandemia da COVID-19 nas contas.

A Electricidade de Moçambique (EDM) prevê perdas na ordem de 15 milhões de dólares de facturação em seis meses, resultante da redução da tarifa de energia para as Pequenas e Médias Empresas e famílias de baixo rendimento.

“Neste momento já estamos a negociar com o Governo para a compensação pós-pandemia”, disse Luís Amado, porta-voz da EDM, falando à imprensa em Maputo, esta quarta-feira.

Ao todo são 179 mil clientes beneficiários, na sua maioria pequenas empresas que estão a ressentir-se dos efeitos da pandemia. Deste universo, apenas cerca de 260 são correspondentes aos clientes de baixo rendimento.

De referir, que para as empresas, a redução da tarifa de energia em 10 por cento será mediante a condição da facturação ter registado uma redução acima de 30%, devido aos efeitos da pandemia do novo Coronavírus.

0 visualização

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI