"Democracia e pluralismo estão sob assalto" - Freedom House


A organização não governamental Freedom House divulgou ontem, um relatório no qual conclui que pelo 14.º ano consecutivo,o mundo vive um clima de diminuição dos direitos políticos e das liberdades civis, e que os regimes democráticos estão em risco.

No relatório deste ano, a organização diz que a "democracia e o plurismo estão sob assalto" e que a democracia está "órfã de liderança".

Moçambique é apontado como estando em declínio, apesar de continuar a integrar o grupo dos países parcialmente livres.

Nos últimos 10 anos, caiu 14 pontos e está num grupo com mais 28 países que também viram piorar o seu quadro de liberdade.

Embora continue no grupo dos países parcialmente livres, a Guiné-Bissau conheceu um bom desempenho, tendo subido quatro pontos.

Entre os países lusófonos, Angola é o único que está no grupo dos não livres, embora a Freedom House, tenha levado em conta a “dinâmica e os progressos registados após a mudança de liderança em 2017”.

No entanto, o relatório alerta que os progressos “abrandaram em 2019 e que "os resultados da agenda de reformas do Presidente angolano João Lourenço, com destaque na luta contra a corrupção, ainda não foram plenamente concretizados". (

34 visualizações

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI