Dívidas ocultas



Camaradas peçam desculpas! ...


"Se o governo da Frelimo não sabe tomar conta do dinheiro que vê, sabe de onde saiu, como pode tomar conta dos seus membros e das estruturas do Estado! Aliás como pode tomar conta do povo? - General k.


O mediático julgamento das "DO" é prova inequívoca de que as afirmações de identificadas figuras e slogans da Frelimo surtiram efeitos desejados.


Foram palavras profundas tais como "futuro melhor ", "força(da)mudança, "eu confio em ti Nyusi, "o povo é meu patrão", "eu lutei para ficar rico", "não podemos ter medo de ser ricos"...etc...etc...etc...que transformaram muito o pensamento da sociedade mocambicana.

Hoje se existem frequentemente raptos no sul do país, insurgência na zona norte e centro, corrupção desenfreada no sector privado e público, não tenhamos dúvidas, é tudo graças a essas afirmações e slogans.


Camaradas, o povo moçambicano parecendo que não tem uma maturidade socio política muito elevada. Mais ainda tem plena consciência que não é a Frelimo ou os partidos da oposição ou mesmo a Sociedade Civil que está a ser julgada na tenda da "BO". É o próprio povo moçambicano que está sendo julgado. E isso está doendo muito porque o povo "votou" na Frelimo e nos seus candidatos presidenciais, desde Chissano, Guebuza até Nyusi.


Portanto, nós povo moçambicano também somos culpados dessas "DO". Até porque fomos alertados pela frase histórica e clássica do visionário conhecedor da vida política da Frelimo, Teodato Hunguana - "se o Estado não tomar conta dos bandidos, serão os bandidos que tomarão conta do Estado" - e, assumimos essa mea culpa.


Agora que a Frelimo também assuma publicamente essa "DO" porque foram os que mais se beneficiaram da "bolada".


Afinal de contas foram os órgãos sociais da Frelimo - OMM, OJM, ACLIN, o Comité Central e a Comissão Política que apoiaram sem "pestanejar" Armando Guebuza e Filipe Nyusi para se candidatarem a presidência da República.


O povo pelo menos viu em directo através das Tv's nacionais o antigo Presidente da República Armando Guebuza a enfrentar com coragem (pensamento estratégico) os dois novos membros da Pandilha Negra, o juiz Efigenio Batista e a procuradora Sheila Marrengula.


Só que felizmente ou infelizmente os mais aptos sempre se safam nesse nosso sistema jurídico altamente viciado.


No mês de Setembro terão a oportunidade de purificar as vossas fileiras no congresso que se realizará na cidade da Matola.


A Frelimo de Nyusi que deixe de ser imposição para existir uma disposição(Renamo e MDM). Que sejam posição para existir oposição.


Que tomem bem conta do dinheiro do povo. O povo está ficando saturado de bandidos que dirigem o Estado.


Camaradas peçam desculpas ao povo moçambicano para que o povo moçambicano vos perdoe.



Nós, Povo moçambicano. ..

62 visualizações0 comentário